Blogger Template by Blogcrowds

.

Olá!
Estou meio atrasado, mas quando se trabalha e se tem muitos prazos, falta tempo para se fazer algo que seja divertido e interessante.
Mas, bem, aqui estou eu para a terceira postagem da série Autores de Fantasia, que está sendo elogiada e cada vez mais gente tem interesse de mostrar um pouquinho de si para o mundo.
E a postagem de hoje é sobre Eric Musashi, autor da dualogia Os Herdeiros dos Titãs.

Eric Musashi
Nascido em Campo Grande-MS em 10-10-1985, Eric Musashi é autor e pesquisador, atualmente concluindo a sua graduação em Direito pela Universidade Federal de Mato Grosso do Sul.
Dedica-se à criação do universo de suas obras desde 2003, com a publicação da primeira delas, a dualogia Os Herdeiros dos Titãs, em 2011.

Obra
Os Herdeiros dos Titãs narra o período decadente de uma civilização de quatro mil anos, que agoniza e desafia o tempo num sistema falido baseado nos desmandos de uma Rainha-Deusa e seus sacerdotes, ditos imortais.
Em De lutas e ideais, a primeira parte dessa aventura, somos apresentados ao drama familiar de Téoder, o maior herói de seu tempo, mas que foi levado a assassinar a própria esposa por ordem da Rainha, e Arion, seu filho, um líder revolucionário que tenta trazer de volta o velho modo de vida em sua cidade.
Contudo, conflitos sangrentos e tragédias o levam a meramente lutar para se manter vivo. E tudo o que ele temia, um reencontro com o pai, se torna cada vez mais iminente e necessário, trazendo à tona feridas antigas provocadas por um crime imperdoável.
Os Herdeiros dos Titãs - De lutas e ideais foi publicado em 18-02-11 em Campo Grande - MS, terra natal de seu autor, Eric Musashi. Foi publicado pela Giostri Editora e tem 352 páginas com vários núcleos de ação, abordados em viagens através de uma terra antiga e castigada, iniciando uma trama que se concluirá em outro volume, tendo sido ambos escritos em um único processo em 2004.

Textos Extras
   É possível conquistar o que não pode ser mantido? Se tomo uma mulher, e a estupro todas as noites, ela é realmente minha? O que a impedirá de rasgar minha garganta enquanto durmo? Se não o fizer, seu destino será definhar até morrer, e não a terei do mesmo jeito.
A solução não é submeter o outro, e sim aprimorar a si mesmo. A natureza se encarrega de submeter os mais fracos.
Por que não conquistamos as Planícies Proibidas? Ainda que matemos ou expulsemos todos os dragões, deixarão de resultar em desgraça nossas comitivas? Poderão suas terras suportar uma mudança brusca para que alimentem os famintos de Atala? Serão férteis para o plantio avançado, ou só podem prover pequenos povoados primitivos de trigueiros?
É esta a solução ao nosso povo? Ou os titãs, a quem viramos as costas com Quetabel, nos passam outra mensagem?

Verjar, béli de Jatitã, num discurso poucos dias antes de sua morte

Eu me lembro de seis rostos
Diferentes do atual
E também de ser exposto
Numa mesa em ritual
De ser jovem tantas vezes
Ser mais moço que meu neto
E milhares de mulheres
Que em meus braços apertei
E nenhum laço amarrei

Eu me lembro de um rapaz
Assustado a me olhar
Ele jovem e eu sagaz
Porém corpo a definhar
Minha vida se extinguiu
Mas não houve o Vazio
E se olho no espelho
Bem pasmado eu percebo
Que é ele que eu vejo

Eu me lembro de seis vidas
E mais esta, a atual
Todas elas bem compridas
Pena e dom do ritual
Somos feitos de memórias
E o concreto se esvai
Mas me restam incertezas
Logrei a morte tapear
Ou eu só pude me lembrar?

Eu me lembro de seis vezes
Quando eu abri os olhos
Em um corpo diferente
Eram mesmo outros olhos
E ainda indiferentes
Que foi feito dos rapazes?
Pois estando neste corpo
Creio ser ainda pouco
E não consigo me lembrar


BookTrailer de Os Herdeiros dos Titãs



Contatos
Pelo Twitter
No Skoob como autor

Onde encontrar e comprar o livro
No Skoob
No blog (aproveite e participe da promoção)
No site da Editora Giostri

Minhas considerações
Eric é aquele autor que arrisca, inova, vai lá e cria um mundo baseado num que já existe; ele pegou elementos esotéricos sobre os atlantes e os tornou algo novo e interessante, com um realismo que impressiona e encanta.
Tive o prazer de ler seu primeiro livro e resenhar, além de fazer pequenas parcerias com ele.
Desejo a este grande amigo e fantasista incomum todo o sucesso com seus livros e sua literatura fantástica tão especial num mar de lugares-comuns.



Autores já citados:

Próximos autores:
Ø  Júlio Verne;
Ø  C. S. Lewis;
Ø  Kamila Zöldyek;
Ø  H. G. Wells;
Ø Stephane Lopes.

6 Comments:

  1. Eric Musashi said...
    Obrigado pelo post, Alec.
    Bem sincero.
    Alec Silva said...
    ^^
    Disponha, Eric.
    Fico feliz que tenha gostado.
    Pode contar sempre comigo, amigão!
    Paul Law said...
    É importante este tipo de apoio, tanto para quem lança quanto para quem recebe.

    É bom ver os autores unidos.

    Abraço!
    Alec Silva said...
    Pois é, Paul!

    E vc tá convidado a nos mandar seu material, tá?
    Hayane Souza said...
    Santo Cristo! Não havia parado ainda para ler mais detalhadamente o post sobre o Eric. Nós dois completamos ano no mesmo dia e mês! O.o
    Alec Silva said...
    ¬¬ Hein?
    Tb nem notei.
    rs

Post a Comment



Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial

Licença Creative Commons
A obra "A Fábula Inacabada" de Alec Silva foi licenciada com uma Licença Creative Commons - Atribuição - Partilha nos Mesmos Termos 3.0 Não Adaptada.
Com base na obra disponível em afabulaoficial.blogspot.com.
Permissões adicionais ao âmbito desta licença podem estar disponíveis em http://afabulaoficial.blogspot.com/.

Outros Textos Meus

divulgar textos | publicar artigo