Blogger Template by Blogcrowds

.

          Imagine:
  • dragões
  • centauros
  • elfos
  • fadas
  • minotauros
  • gigantes
  • Yetis
  • humanos
  • autômatos
  • alienígenas
  • animais pré-históricos
  • magia
  • personagens históricos
  • zumbis
  • piratas
  • Deus
  • etc
Agora misture tudo isso numa série de 17 livros e o que teremos?
Acertou quem respondeu Adventura Ex Littera!

Sim, a série completa, com as três sagas, possui todos estes elementos fantásticos e um pouco mais.
Para exemplificar, vamos aos temas abordados até o presente momento nos 6 livros já escritos:

  • Pedras Elfo-Fádicas

Um homem do século 19 se vê às voltas com a magia e segredos antigos e que o fazem questionar a religião.
Vemos isso em obras que surgiram até meados do século passado, como nos romances de Júlio Verne, H. G. Wells e Bram Stoker.
Há também o tom aventureiro e crítico, comum em tais obras.

  • Diários Fairy-Stone
 
Um garoto descobre segredos e enigmas de sua família, desvenda câmaras antigas.
É um romance epistolar, todo em diário, cheio de aventuras típicas de crianças por quase 90% do livro, mas nos capítulos finais adquire um tom mais adulto.
Inspirei-me em livros que seguem o estilo de narrar em primeira pessoa, muito comum nos séculos anteriores.

  • Viagem ao Redor do Mundo

Relatos de viagens fantásticas pelo mundo, em lugares conhecidos e desconhecidos.
É a trama menos descompromissada da saga, mas com importantes passagens para futuros eventos, que já surgem no livro seguinte.
Descaradamente inspirado em Júlio Verne e outros autores de romances de viagens.

  • Mares do Oceano Desconhecido

Um romance no estilo aventura pirata (algo já presente no anterior), com ação alucinante e finalmente iniciando a trama central, em Numiária.
Inspirada em alguns livros que li sobre viagens em navios, como os de C. S. Lewis e Stevenson.

  • Numiária
 
Agora a aventura é mais marítima do que antes, com direito a descida a um reino submerso.
Óbvio que Júlio Verne predomina por aqui, mas também há espaço para mais coisas de romances piratas.

  • A Era Efêmera
 
Os protagonistas já sabem sobre a grande tarefa que têm pela frente e a abraçam.
É a partir daqui que a saga ganha o fôlego até o nono livro, com muita mistura de referências literárias e mitológicas, com direito a elefantes colossais, autômatos, fantasmas e criaturas do deserto.



Portanto, o mash up fantasy é misturar tudo que é fantástico e criar uma obra muito louca.

2 Comments:

  1. Kmila Zaoldyeck said...
    Muito muito muito foda, Alec!
    Já disse que amo fantasia? Pois é, eu amo. *----*

    aguardando essa sua Mistureba Generalizada De Todas As Coisas fantásticas!

    *----*
    Alec Silva said...
    ^^
    Valeu, Kmilla!
    Tb amo a fantasia e misturar tudo o que gosto é um jeito meio louco de homenagear tudo isso.

    rs

    Se tudo correr bem, sai em abril de 2012 os 2 primeiros volumes.

    Abraços.

Post a Comment



Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial

Licença Creative Commons
A obra "A Fábula Inacabada" de Alec Silva foi licenciada com uma Licença Creative Commons - Atribuição - Partilha nos Mesmos Termos 3.0 Não Adaptada.
Com base na obra disponível em afabulaoficial.blogspot.com.
Permissões adicionais ao âmbito desta licença podem estar disponíveis em http://afabulaoficial.blogspot.com/.

Outros Textos Meus

divulgar textos | publicar artigo